Quinta da Regaleira

O Palácio e a Quinta da Regaleira nasceram no início do Séc XX, da imaginação do brasileiro e proprietário Antônio Augusto Carvalho Monteiro e do arquiteto responsável, o italiano Luigi Manini. Do sonho à realidade nasceu a Quinta da Regaleira, uma junção de várias correntes artísticas e arquitectónicas do gótico ao manuelino, com um toque renascentista. O resultado foi uma criação única, cheia de recantos mágicos e pormenores que não escondem a união entre a história portuguesa e o lado mítico e esotérico inevitavelmente associado a Sintra. Dos luxuriantes jardins aos vários edifícios como o Palácio dos Milhões, a Capela da Santíssima Trindade, os torreões e as vivendas apalaçadas, a Quinta da Regaleira promove a entrada numa dimensão alternativa.

468 ad